quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Conheça a Cozinha Italiana

A cozinha Italiana é uma das minhas prediletas. Talvez este gosto esteja relacionado à minha infância. Cresci comendo macarrão e polentas, acompanhados de molhos deliciosos feitos pela minha mãe, irmãs e tias, sem contar com as pizzas no final de semana. Bom, as pizzas vieram bem mais depois. E você, quando se fala em cozinha italiana, qual o primeiro prato que lhe vem à cabeça?

Quando fui a Itália pela primeira vez, mais especificamente em Verona, pude perceber que a comida italiana que comemos no Brasil é boa, mas não se compara a feita em restaurantes e pizzarias italianas.


A Itália apresenta uma gastronomia simples, mas com muita riqueza de sabores. Os italianos sabem dar às suas preparações um ar familiar, fazendo suas receitas com muito amor e respeito pela arte culinária e dando sempre preferência a ingredientes frescos e da estação. Os pratos italianos mais conhecidos são as massas e as pizzas, devido à fácil preparação e utilizar ingredientes disponíveis em qualquer país, o que colabora para divulgar a cozinha italiana pelo mundo.

A Itália dispõe de 20 regiões e cada uma delas apresenta características culinárias distintas. A região montanhosa do Piemonte apresenta um ingrediente muito famoso – as trufas brancas de Alba. Na costa encontra-se a Ligúria, região em que podemos encontrar o Porto de Gênova e saborear muitos peixes e frutos do mar. Na Lombardia são produzidos queijos famosos mundialmente como o mascarpone, taleggio e o gorgonzola. As regiões ao norte trazem outros pratos famosos mundialmente como o risoto, o nhoque e a polenta.

A região da Emília Romana e da Toscana são as mais importantes gastronomicamente para o país. Nestas regiões são produzidos o presunto de Parma, a mortadela de Bolonha, o queijo parmesão e o vinagre balsâmico de Modema.

Na gastronomia Italiana são valorizados da mesma forma, os pratos de carne e os de peixe. Uma refeição italiana tem início com os antipastos – pratos leves como saladas ou sopas – servindo-se em seguida um primeiro prato, composto de massa, polenta ou arroz. Em seguida são servidas as carnes ou peixes, guarnecidos de hortaliças. Como sobremesas encontramos frutas ou sobremesas típicas italianas como o Tiramissu.

A origem da pizza se relaciona com a chegada do tomate ao país no século XVI, e no ano de 1830 foi aberta a primeira pizzaria, que funciona até os dias de hoje, ou seja, a famosa Ántica Pizzeria Port’Alba.

A origem da massa é controversa, havendo relatos que no século 1 a.C já se fazia uma massa de tiras largas parecida com a lasanha, sendo o imperador Cícero um dos apreciadores. Mas a versão mais aceita é de que teria surgido como alimento elaborado entre os séculos 10 e 11 em uma localidade próxima a Palermo, sendo difundida pelo país e em Gragnano foi descoberto o método de secá-la e conservá-la, dando início à produção industrial e seu escoamento do porto de Gênova para o mundo.

A cozinha italiana também conta com massas rústicas para pão como a focaccia, a qual é apenas condimentada com cebola ou ervas aromáticas; a ciabatta e a bruschetta – pão tostado com alho.

Então, imagine como seria viver sem a cozinha italiana, mesmo para nós brasileiros. 


Hoje gostaria de indicar um info-produto de minha autoria. Trata-se da "Apostila Churrascos". 

Se você leu meu livro "À Procura da Felicidade", deve saber que quando tive meu insight e minha visão de futuro, vendo-me trabalhando com gastronomia até o resto de minha vida, descobrindo, portanto, meu talento, dei início a pesquisas sobre o tema e criei uma série de “Apostilas” que foram meus primeiros estudos sobre gastronomia.

Pois bem! Este E-Book é uma destas apostilas, a qual fala sobre “Churrascos”. Na minha opinião, um bom profissional precisa saber preparar tanto pratos sofisticados da cozinha internacional, como também pratos tradicionais locais ou rústicos como o churrasco dos gaúchos.

Nesta Apostila você vai encontrar:

Definição carne;
Principais tipos de carne;
Valor nutricional da carne;
Cuidados na compra;
Descrição dos cortes nobres;
As partes do boi; e

As seguintes receitas de churrascos:

Picanha recheada;
Panceta grelhada;
Picanha nobre;
Costela de ripa no bafo;
Paleta recheada;
Cordeiro no espeto;
Chuleta na grelha;
Fraudinha no alho;
Salmão grelhado com purê de peras;
Drummets e tulipas com limão e mel;
Capa de filé ao vinho e suco de laranja;
Lombo de porco;
Tender com manteiga e mel;
Costelinha suína ao conhaque;
Pernil com coca-cola;
Peito de chester grelhado;
Tainha recheada com farofa de vôngole;
Sardinha na brasa;
Coxas embebedadas;
Matambre recheado;
Bisteca de porco grelhada;
Rabada ao forno no celofane;
Espeto de carne moída com bacon;
Cupim recheado com bacon;
Costelão de leitão pururuca;
Leitão a pururuca;
Mero grelhado ao vinho branco;
Picanha de forno;
Músculo com bacon; e
Alcatra recheada.

Esta apostila vai lhe ajudar a fugir da mesmice quando o assunto for o churrasco do final de semana!

Esta série de Info-Produtos é composta pelas seguintes apostilas:

Propriedades dos Alimentos II, dando um total de treze apostilas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário