quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Receita e História do Manhattan

Ingredientes

2 doses de Jack Daniels
1 dose de vermute tinto
2 gotas de Angostura
1 cereja

Modo de fazer

Em um copo misturador, ponha de cinco a seis cubos de gelo e todos os ingredientes, exceto a cereja. Mexa rapidamente com uma colher longa e coe a mistura sobre uma taça de coquetel. Decore com a cereja, que deve ficar no fundo da taça. Não coma a cereja antes de terminar de beber, porque vai adoçar sua boca e alterar seu paladar.

História

Seco, sóbrio e elegante. Assim pode ser definido esse coquetel, que homenageia a trepidante e charmosa ilha de Nova York. Nos balcões dos bares, os experts contam que o Manhattan teria surgido mesmo nos Estados Unidos, não necessariamente na ilha, no ano de 1870, e que sua receita original continha apenas uísque de centeio e vermute. De lá para cá, sua fórmula foi bastante alterada. Hoje, ao lado ou melhor, junto do uísque de centeio e do vermute tinto, estão a Angostura e a cereja. Mesmo simples, a receita do Manhattan exige muito rigor de quem a prepara. Não se pode errar nas medidas, adverte Vanilza Antonia da Silva, barwoman do restaurante Tarsila, em São Paulo. Deve-se conhecer, por exemplo, as complexas conseqüências da maior ou menor quantidade de cada ingrediente três, duas ou mesmo uma gota a mais de Angostura podem fazer uma amarga diferença. Pelo seu caráter seco, o Manhattan é considerado um aperitivo, ideal para ser servido antes das refeições. Uma dica: o segredo da preparação está na rapidez, evitando contaminar o drinque com água demais.

Se você leu o Livro "À procura da felicidade", deve saber que quando tive meu insight e minha visão de futuro, vendo-me trabalhando com gastronomia até o resto de minha vida, descobrindo, portanto, meu talento, dei início a pesquisas sobre o tema e criei uma série de “Apostilas” que foram meus primeiros estudos sobre gastronomia. 

Pois bem! Este E-Book é a "Apostila Coquetéis", a qual fala, obviamente, sobre “Coquetéis”. A apostila contêm o teor original de quando foi criada por mim em meu início de carreira, incluindo a capa, que apresenta o logotipo que teria meu primeiro restaurante, mas que não foi utilizado, pois decidi mais tarde pelo nome “Dupaolo”, como descrito em meu livro.

Nesta Apostila você vai encontrar: 

Histórico e utilidade dos coquetéis;
Tipos de coquetéis;
Equipamentos necessários para preparar coquetéis;
Bebidas que podem ser utilizadas para preparar coquetéis;
Calorias das bebidas;
Decoração para o preparo de coquetéis;
Tipos de copos;
Coquetéis clássicos mais famosos;
Receita e história dos principais coquetéis oficiais.

Seja para você que deseja aprender para degustar em casa com seus amigos, ou para você que deseja se profissionalizar nesta área, este E-Book será um ótimo aliado para seu aperfeiçoamento!

Esta série de Info-Produtos é composta pelas seguintes apostilas:

Propriedades dos Alimentos II, dando um total de treze apostilas.

Leia Também: 

Classificação dos coquetéis


Como um profissional se torna a alma do estabelecimento

Como descobrir seu talento


Gostou? Então deixe o seu


 Comentário abaixo :-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário