quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Receita e História do Minestrone

INGREDIENTES

250 g de ervilha
250 g de feijão branco
250 g de cenoura
01 nabo e 250 g de batata
¼ de couve flor 
01 pé de aipo 
02 dentes de alho
250 g tomate
01 tira de toucinho
02 fatias de presunto 
02 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
50 g de espaguete
01 tablete caldo de carne e sal a gosto 

MODO DE PREPARO

Coza as ervilhas e o feijão branco cortado aos bocados em água temperada com sal.
À parte coza também o espaguete.
Corte as cenouras, as batatas, o nabo, a couve e o pé de aipo em bocados e estufe-os com a margarina e um pouco de caldo de carne.
Junte o presunto e mais caldo e deixe os legumes cozerem.
Entretanto, raspe o toucinho para uma tigela e junte os alhos picados.
Pise estes ingredientes de modo a obter uma papa. Adicione à sopa o tomate cortado em dados, as ervilhas , o feijão branco, o espaguete, a papa de toucinho e o alho.
Deixe ferver novamente e tempere com sal.
Sirva o minestrone bem quente.
 

HISTÓRICO DO PRATO

Em português, a palavra italiana minestrone quer dizer sopa. Este prato, indispensável no cardápio italiano, pode ser feito de várias maneiras e é constituído, em geral, de massa ou arroz, legumes e verduras cozidas no caldo de carne. Com o tempo, essa tradicional iguaria ganhou novos e criativos ingredientes. Segundo a tradição italiana, o minestrone deve ser feito com as sobras de macarrão. Esse segredinho confere maior sabor ao prato.

Esta receita faz parte de um Info-Produto de minha autoria. Trata-se da Apostila Receitas e Histórico de Pratos Clássicos Internacionais .   

Se você leu o livro “À Procura da Felicidade” do Chef Paulo Carvalho, deve saber que quando ele teve seu insight e sua visão de futuro, vendo-se trabalhando com gastronomia até o resto de sua vida, descobrindo, portanto, seu talento, deu início a pesquisas sobre o tema e criou uma série de “Apostilas” que foram seus primeiros estudos sobre gastronomia.

Pois bem! Este E-Book é uma destas apostilas, a qual fala sobre “Receitas e Histórico de Pratos Clássicos Internacionais”. Na opinião do Chef, um bom profissional da área gastronômica, precisa conhecer a história das preparações que executa, principalmente quando se trata de pratos clássicos, os quais já são bem conhecidos por muitas pessoas. 

As apostilas contêm o teor original de quando foram criadas pelo Chef, incluindo a capa, que apresenta o logotipo que teria seu primeiro restaurante, mas que não foi utilizado, pois decidiu mais tarde pelo nome “Dupaolo”, sendo que “Du” quer dizer “Do” em francês e “Paolo” é “Paulo” em italiano, conforme texto retirado de seu livro: “Neste mesmo instante, já defini o nome do restaurante – Chardonié – nome associado a uma uva bastante conhecida no mundo inteiro. Elaborei também, na mesma hora, o logotipo que teria o meu restaurante no futuro. Coloquei este logotipo na capa da apostila “Receitas e histórico de pratos clássicos internacionais”, a qual foi minha primeira pesquisa na área gastronômica”.

Nesta Apostila você vai encontrar as seguintes receitas com as respectivas histórias dos pratos:

Filé Chateaubriand;
Filé au Poivre;
Petit Gâteau;
Musse de Chocolate;
Suflê de Coco com Calda de Chocolate;
Tiramissu;
Filé à Parmegiana;
Nhoque;
Brachola;
Minestrone;
Zabaione;
Arroz Negro;
Paella Mista; e
Zarzuela.

Esta série de Info-Produtos é composta pelas seguintes apostilas:

Propriedades dos Alimentos II, 
Apostila Cardápio para Eventosdando um total de treze apostilas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário