segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Cozinha Portuguesa - Uma das 10 cozinhas das quais estudei a história gastronômica

Portugal iniciou a Era dos Descobrimentos no século 15 em viagens para a África, Ásia e América do Sul. Os na­vegadores portugueses descobriram uma infinidade de ingredientes, que foram incorporados aos seus hábitos alimentares. Da África, trou­xeram o café e as favas; da Ásia, os chás, o arroz e muitas especiarias; e da América do Sul, batatas, tomates, pimentões, milho e abacaxi.

Os produtos do mar são as estrelas da mesa portuguesa, especialmente o bacalhau. Mas diversas civilizações deixaram heranças culinárias em Portugal, o que contribuiu para formar uma gastronomia ligada ao uso de ingredientes da terra. Por isso, existem deliciosos guisados que costumam ser preparados no interior do país, como as chanfanas – guisados de cordeiro em vinho tinto.

O bacalhau veio das águas do Atlântico Norte. Seu desembarque na Europa é atribuído ao na­vegador português Gaspar de Corte Real, que, no fim do século 15, teria encontrado um cardume da espécie nas águas que cercam a ilha de Terra Nova. 

Em pouco tempo, o bacalhau tornou-se popular em Portugal, graças ao preço baixo e às restrições alimentares impos­tas pela Igreja na quaresma – período de 40 dias que antecede a Páscoa. Portugal é o país com a maior quantidade de receitas de bacalhau do mundo. 

O mapa gastronômico de Portugal se divide em duas grandes regiões: o Norte, marcado por montanhas e clima atlântico, e, o Sul, representado pelo mediterrâneo. As receitas de montanha, como o caldo verde, predominam ao norte, onde também são encontrados presuntos e linguiças curadas, como as alheiras, inventadas pelos judeus para evitar a perseguição religiosa. Trata-se de uma linguiça que, originalmente, não continha carne de porco. No litoral norte, as receitas de bacalhau são acompanhadas de arroz e batatas e os peixes e fru­tos do mar compõem sopas e caldeiradas.

Ao sul predomina o clima mediterrâneo, sendo comuns ingredientes típicos da costa como azeites, tomates, pão e ervas aromáticas, sendo que os peixes e frutos do mar predominam nesta região. Em Lisboa o bacalhau é servido empanado nas tradicionais pataniscas. No extremo sul do país, no Algarve, as enseadas, falésias e as praias de areia branca, transformam a região em um dos principais centros turísticos do país.

As preparações de frutos do mar e peixes na cataplana – caçarola de cobre que se abre e se fecha como uma concha – são os destaques no litoral atlântico, mas existem ou­tras preparações, como as sopas de marisco, as caldeiradas e o atum com tomates.

Na cozinha das ilhas dos Açores e Madeira predominam peixes e frutos do mar. Graças à sua locali­zação próximo ao porto, onde chegavam as caravelas do Oriente, a cozinha dos Açores é rica em condimentos. Na Madeira, o clima tropical favorece as plantações de frutas tropicais.

Na Beira, os queijos com denominação de origem são o da Serra, de sabor amanteigado e proveniente da Serra da Estrela, o Castelo Branco, o Alcains e o Rabaçal. Na região do Alentejo, destacam-se os queijos Serpa e o Évora.

Os doces portugueses são produzidos à base de ovos e os nomes das receitas remetem à origem religiosa, como os pastéis de Belém.

A história da Cozinha Portuguesa está presente em meu livro"À procura da felicidade".

A idéia de escrever um livro descrevendo minha trajetória em busca da felicidade e os passos que segui para atingir o sucesso profissional e financeiro não é recente. Ela vem desde quando iniciei outros projetos, nos quais achava que teria sucesso profissional e financeiro, contudo fracassei, ou, por outro lado, aprendi algo muito importante: para ter sucesso profissional e financeiro e ser feliz, em primeiro lugar, deve-se fazer aquilo que se gosta e não tentar buscar metas só porque dizem que você deve ter um objetivo na vida. Era o que ocorria com os meus projetos anteriores.


Mas como você pode descobrir o que gosta e aceitar que aquilo que você tem o faz feliz? Como você pode ter certeza se o que você está gostando neste momento não vai passar e você voltará a uma procura que parece não ter fim? De que forma reter o que você conquista sem medo de perder? Como surge o “insight”, onde você se torna capaz de entender seus problemas e finalmente encontrar uma solução, descobrindo o que deseja fazer pelo resto de sua vida? Afinal, existe realmente algo que as pessoas possam desejar fazer pelo resto de suas vidas, ou tudo depende do momento em que se vive? São questões como estas que procuro responder neste livro, descrevendo minha trajetória em busca da felicidade e os passos que segui rumo ao sucesso profissional e financeiro.

Você perceberá que minhas estratégias funcionaram para mim e poderá aplicá-las em sua vida, se sucesso profissional e financeiro e felicidade é o que você procura, porque convenhamos, existem pessoas que vivem sem objetivos na vida e aceitam que a felicidade é impossível de atingir. Apenas vivem o dia-a-dia sem se importar com estas questões. Contudo, quero enfatizar que não estou criticando estas pessoas, pois cada um tem o direito de fazer da vida o que bem entender.

Houve uma época em que pensei que viveria melhor assim – sem objetivos e vivendo sem realizações – pelo menos não sofreria frustrações. Ainda bem que só pensei. É que tinha um amigo que vivia assim e parecia contente, ao menos parecia.

Também existem pessoas que têm sonhos, mas não estão dispostas a transformá-los em objetivos. Sonhos são coisas que a pessoa deseja, mas não exigem uma busca contínua pelos mesmos. Por outro lado, objetivos tem prazos determinados para serem atingidos. Sonhos não envolvem comprometimento, sendo coisas que as pessoas desejam, mas não sabem se vão realizar. O fato de não saber se vão realizar pode as tornar infelizes. Quantas vezes você já ouviu alguém dizer “é o meu sonho”, mas permanecem estáticas. 

O tempo passa, e algum dia elas vão olhar para traz e pensar que já é tarde para correr atrás de seus sonhos e isso poderá lhes trazer tristeza e resignação. Algumas pessoas não transformam seus sonhos em objetivos, por que têm medo de pagar o preço, achando que será muito alto e não conseguirão atingir. Para atingir nossos objetivos, precisamos acreditar de verdade que temos o poder de conseguir a vida que desejamos e ser plenamente felizes.

Precisamos acreditar de verdade que somos donos de nosso destino. Algumas pessoas acreditam em destino e outras não, mas, se existe destino, precisamos acreditar que nosso destino é ser, ter e nos sentirmos exatamente como desejamos, nada menos que isso, pois merecemos o melhor em todos os aspectos da vida. Mostrarei neste livro que todos podem atingir o sucesso profissional e financeiro e ser feliz, pois cada um tem o seu jeito de chegar lá e a sua noção pessoal de felicidade e sucesso.

Já ouvi dizer que a felicidade é como uma cenoura pendurada por um fio e amarrada em nosso corpo e com algum esforço podemos dar uma mordidinha ora ou outra. Contudo, a cenoura continua, na maior parte do tempo, inacessível e nos fazendo correr atrás dela sem muito sucesso.

Na verdade, não há uma fórmula para a felicidade, pois cada um tem a sua maneira de reagir conforme as situações que surgem na vida, mas existem alguns princípios e conquistas que grande parte da humanidade almeja.

Podemos citar entre estas conquistas o fato de que a grande maioria das pessoas deseja ter uma casa própria, um carro e um bom emprego ou fonte de renda que lhe permita manter estes bens, bem como usufruir de segurança, educação e lazer.

Acredito que existe diversos tipos de sucesso que uma pessoa pode atingir e que a faz feliz, como o sucesso na família, nos relacionamentos, em seu bem-estar, mas, convém ressaltar, antes do início da leitura, que sempre que o leitor encontrar a palavra “sucesso” no decorrer deste livro, diz respeito ao sucesso profissional e financeiro.

Você pode adquirir meu livro clicando neste link: Livro "À procura da felicidade".

Você pode gostar também dos seguintes artigos: 


Como manter a paixão pelo que fazemos

Como as ervas aromáticas podem mudar o visual de seus pratos

Gostou? Então deixe o seu



 Comentário abaixo :-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário